Inteligência Artificial no mercado de moda online

A pandemia do Covid-19 acelerou uma série de processos e entre eles as lojas online. De uma hora para outra, quem não contava com um e-commerce teve que se adaptar, seja entrando num marketplace ou realizando vendas via mídias sociais e até mesmo WhatsApp. Mas aos poucos, as marcas foram se adequando e hoje é raro aquela que não conte com sua plataforma de vendas online. E é aí que entra uma tendência cada vez mais forte, a da IA – Inteligência Artificial. Seu uso se transforma em um imenso atalho para chegar até o consumidor e, o ideal, de forma absolutamente personalizada. 

Hoje ninguém tem muito tempo disponível e, cá para nós, estamos todos muito mal acostumados. Queremos tudo o mais rápido possível e muitos sites de vendas não acompanham nossa velocidade. Assim o uso da IA se faz fundamental porque ela lida com um enorme número de dados e, melhor, traduz todos eles transformando uma venda num processo personalizado. Quando bem utilizada, essa ferramenta engaja mais o público alvo e, ao mesmo tempo oferece recursos que contribuem para a taxa de conversão, aumento do ticket médio e o cross selling. Veja abaixo algumas dessas tecnologias. 

Vitrines de recomendação autônomas

Nessas vitrines a IA faz análises em tempo real observando quais os itens de maior interesse, apresentando ao consumidor vitrines mais relevantes. E tudo automaticamente. Vitrines que costumam fazer sucesso são aquelas denominadas “ISSO COMBINA COM…” e “COMPRA POR LOOK”. Na primeira a IA identifica o produto visualizado e indica complementos. Por exemplo, o consumidor busca uma calça comprida e o sistema indica calçados ou camisetas que combinam com o item. Já no segundo, além da peça principal, o sistema apresenta os complementos, mas tudo de acordo com o look completo que a modelo está usando. 

Busca inteligente

Por meio de IA o item buscado aparece em milissegundos, mesmo quando no espaço para buscas a pessoa fez uma digitação incorreta. Além disso é possível realizar a busca por meio de voz. 

Busca por reconhecimento de imagem

Esse sistema é excelente porque a IA reconhece uma imagem identificando a cor ou o tipo de peça. O consumidor pode digitar, por exemplo, “sapatilha vermelha” e a ferramenta rastreia rapidamente o site e apresenta, em segundos, várias opções de sapatilhas vermelhas, mesmo que o lojista não tenha cadastrado a informação da cor. Isso evita que o cliente impaciente mude de site (ocorre quando ele digita por exemplo, sapatilha vermelha e aparece na tela vários tipos de calçados em várias cores diferentes, dificultando a busca). 

Busca comportamental

Uma vez que o consumidor navegue um pouco pela loja virtual a ferramenta capta o interesse e torna a busca personalizada colocando as peças que ele mais se interessa de forma evidente. Por exemplo, ele busca vestidos. Aparecem na tela vários vestidos e o cliente escolhe um vestido estampado para ver os detalhes. A seguir a ferramenta coloca todos os tipos de vestidos estampados disponíveis na tela. Isso facilita ainda mais a navegação e a subsequente escolha e venda dos produtos. 

Busca por imagem

Mais sofisticada e já em uso em algumas marcas como por exemplo a Diesel, essa ferramenta oferece um ícone de foto que quando clicado e carregado, apresenta a seguir produtos similares à imagem selecionada. 

Temos que utilizar a tecnologia a nosso favor e a IA encurta processos e otimiza o tempo. Um cliente que se sente acolhido, que sente que a marca atende seus desejos, mesmo aqueles que ele nem sonhava que queria, será um cliente cativo. IA pode não somente converter como aumentar as vendas e fidelizar o cliente. Vale a pena investir!

Por: Marta De Divitiis

Autor

Compartilhe