Conheça as principais carreiras de moda

Quando falamos de moda, pensamos logo em trabalhos diretamente ligados às passarelas, aos red carpets e estilistas desenhando. Mas na moda há muito mais do que isso. Há uma série de atividades e carreiras que podem ser desenvolvidas com sucesso!

Vale dizer que em qualquer uma delas, é imprescindível que o profissional seja uma pessoa antenada com o que ocorre ao seu redor. Estar atento aos movimentos sociais, artísticos e até mesmo políticos, é fundamental pois a moda se alimenta constantemente de tudo o que acontece, em tempo real e também, tudo o que ainda está por vir. 

Vamos falar sobre essas áreas? Veja a seguir:

Design de moda: essa atividade é a mais conhecida de todas. Consiste em desenvolver coleções de moda para marcas. Mas para tanto o profissional deve estar atento aos desejos do público-alvo da marca e acompanhar todas as etapas da produção. Pode ser estilista nas áreas de moda feminina, masculina, infantil, lingerie, bolsas, calçados, bijuterias e joias. A profissão exige muita criatividade, jogo de cintura e sensibilidade. 

Negócios de moda: aqui cabem profissionais que trabalham na gerência de confecções; posicionamento de marca dentro do mercado; planejamento e desenvolvimento de comunicação de marca; gestão financeira de marca; gestão jurídica de marca; identificação de oportunidades para novos produtos e serviços; estruturação de planos de negócios e administração, além de estratégias de comercialização. 

Compras: dentro das confecções, especialmente as maiores, há um profissional específico que realiza todas as compras de insumos como tecidos e aviamentos (botões, linhas, rebites, colchetes, etc.). Aparentemente fácil, o trabalho exige que se conheça os diferentes fornecedores, faça comparações de preços, esteja sempre atento aos lançamentos desses insumos (que também acompanham as tendências, antecipando o que será moda nas próximas estações) e frequente feiras específicas do segmento, como por exemplo o Inspiramais. 

Mas além das compras internas há também a profissão de comprador nos grandes magazines e lojas de departamentos, com vários fornecedores. Cabe ao comprador visitar os fornecedores e solicitar as peças de acordo com os desejos de seu público consumidor. Aqui, mais do que nunca, é necessário estar a par das macrotendências, isto é, tendências de comportamento dos próximos anos. 

Visual Merchandising: é aquele que cuida do aspecto geral das vitrines externas e internas. Seu objetivo é tornar o local mais atrativo para os clientes. Deve criar um ambiente que retrate o espírito da coleção que esta à venda. Este profissional, que pode ser freelancer, deve conhecer toda a coleção e estar ciente do que a equipe de estilo ou o designer quis passar com as peças. Ele que escolhe a posição dos manequins, as peças dos looks e os objetos que irão compor as vitrines. 

Produção de moda: o produtor é responsável pelos looks que estampam os editoriais de revistas e jornais e também os looks de um desfile de moda. Ele trabalha em conjunto com o editor de moda (no caso de revistas e jornais) ou Stylist (no caso dos desfiles). Ele busca as peças que serão fotografadas ou desfiladas. Deve organizar os looks, com roupas e acessórios, escolher e coordenar os modelos, o maquiador e cabeleireiro e fotógrafo. No fim da sessão de fotos ou do desfile é o responsável pela devolução de todas as peças. É um trabalho que exige muita organização e responsabilidade. No caso do extravio de alguma peça, é ele quem arca com o prejuízo. 

Fotografia de moda: o profissional tem que ter habilidade técnica de fotografia e, ao mesmo tempo, ter conhecimento de moda. Deve desenvolver um senso estético que deve ser apurado. Cabe a ele saber captar o melhor dos modelos, o melhor ângulo de forma a passar no editorial o que o editor de moda gostaria de transmitir. O ideal é ter desenvoltura para lidar com pessoas, pois num set de fotografias haverá modelos, maquiadores, cabeleireiros, produtores e stylists. Depois de realizadas, as fotografias irão passar para o tratamento das imagens e edição até serem entregues ao editor de moda. 

Consultoria de imagem: chamado de Personal Stylist ou Personal Shopper, o consultor oferece toda sua expertise em moda e beleza para auxiliar seu cliente a encontrar o estilo mais adequado à sua personalidade e profissão, combinando os looks que melhor o definem. Ao final da consultoria o cliente deverá saber quais os cortes e coloração de cabelos que lhe favorecem, assim como combinar as peças de roupas e acessórios que tem e quais as cores de roupas e acessórios que mais o favorecem.

Carreira acadêmica: ideal para aqueles que gostam de estudar. Há cursos dos mais variados: graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado, especialmente no exterior. No Brasil, o mestrado e doutorado específico em moda é mais raro e muitas vezes vem atrelado ao curso de Artes Plásticas, de Jornalismo ou de História. Há ainda os cursos técnicos promovidos por entidades do setor. O campo da moda, apesar de ainda jovem no Brasil, é vasto o suficiente. Vale lembrar que o conhecimento de uma língua estrangeira é fundamental. 

Por: Marta De Divitiis

Autor

Compartilhe